Foco na gestão rural: Senar forma 72 técnicos em Agronegócio em Sete Lagoas - Unifemm
3121062106 | ouvidoria@unifemm.edu.br

Notícias Unifemm

Foco na gestão rural: Senar forma 72 técnicos em Agronegócio em Sete Lagoas

Por Josiane Moreira - Senar 

O Agronegócio é um dos setores de maior participação no crescimento do PIB no Brasil, com relevante aumento de produção. Porém, conforme pesquisas do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), a mão de obra qualificada não tem acompanhado os números positivos da área. Para mudar essa realidade e agarrar tal oportunidade de mercado, 72 jovens se dedicaram aos estudos durante dois anos e receberam o diploma de Técnico em Agronegócio, pelo Senar Minas, na última sexta, 29 de junho, no auditório do Centro Universitário de Sete Lagoas – UNIFEMM.

Paulo Márcio, 49 anos, reconhece essa necessidade de profissionalização para atuar como consultor e assessor na gestão do Agronegócio. Ele contou que o setor exige mais domínio de assuntos específicos e que não conseguiria realizar os atendimentos sem o diploma nas mãos. “O curso me trouxe outra dimensão sobre como gerenciar as atividades do campo, de forma geral. Ainda durante o curso, consegui colher os frutos com trabalhos voltados para médios e pequenos produtores com capacidade de exportação”, disse o aluno, entusiasmado.

Não foi diferente para a colega de turma, Ana Carolina, que já possui graduação em Veterinária. Ela se inscreveu durante uma pesquisa na internet por cursos que pudessem ajudá-la a desenvolver habilidades de gestão administrativa. “Estou muito satisfeita com minha escolha. O Senar trouxe mais valor à minha profissão, que era bastante voltada para a parte clínica. Além dos conhecimentos gerenciais, a disciplina de Produção Animal foi a que mais me identifiquei, tanto que meu trabalho de conclusão de curso teve como tema a “Influência genética no desenvolvimento do cavalo atleta no complexo do agronegócio”.

Raquel Domingues, 36 anos, trabalha em uma propriedade rural. A pedido do seu superior ela se inscreveu. O objetivo era contribuir ainda mais para os negócios da fazenda, localizada em Felixlândia. “É muito bom poder entender de qualidade e redução de custos, ao mesmo tempo. Não tem como não gostar do curso. Indico para qualquer pessoa”.

De acordo com o superintendente do Senar Minas, Antônio do Carmo Neves, a modalidade semipresencial amplia as oportunidades de aproximação da entidade com o homem do campo, que começa a participar de treinamentos de qualidade no local e horário que quiser. “Quando vimos essa oportunidade desenvolvida pelo Senar nacional, em Brasília, achamos extremamente relevante, mas o grande desafio, então, era o espaço para acolher esses alunos. Procuramos uma instituição que abraçasse a causa e fomos tremendamente bem recebidos pelo UNIFEMM, conduzindo os polos de Sete Lagoas e Contagem (Uniceasa). Os resultados têm sido tão gratificantes que a meta é ampliarmos para outros municípios”, disse o superintende, agradecendo aos alunos por acreditarem na proposta pedagógica do Senar.

Em seu discurso, durante o evento, ele deixou uma mensagem especial para os futuros técnicos. “A educação transforma as pessoas e, como o agronegócio tem exigido profissionais da mais alta competência, estejam preparados. Aproveitem esse potencial de mercado que apresenta produtos tão inovadores, e não se esqueçam de que gestão mora ao lado de sustentabilidade”, concluiu Antônio do Carmo.

Confira outras Notícias

A+
A
A-
PD
AC
Atendimento via chat
Atendimento via chat