Memórias: O Desafio Continua - Unifemm
(31) 2106 2106 | ouvidoria@unifemm.edu.br

Notícias Unifemm

Memórias: O Desafio Continua

Na perspectiva humana, cinquenta anos é um tempo bastante grande. Ele nos permite lançar sobre nossa história um olhar analítico e extrair, deste exercício, alguns ensinamentos. Quando observamos a FEMM e o UNIFEMM dentro deste panorama, a conclusão nos enche de orgulho e satisfação: os sonhos daqueles idealistas que há meio século tiveram a visão iluminada de criar uma instituição de ensino superior foram cumpridos. E continuam sendo perseguidos e respeitados.

Eles anteviram o futuro. Sabiam, desde então, que Sete Lagoas não poderia evoluir sem uma população educada e capacitada. O desafio era possibilitar que os filhos dessa terra pudessem estudar e se formar aqui, perto de sua gente, para depois aqui se radicarem e promoverem o progresso. Estavam certíssimos: a cidade é hoje uma das mais desenvolvidas de Minas Gerais e, quando olhamos em torno, encontramos profissionais nascidos na FEMM e no UNIFEMM em todos os segmentos de nossa comunidade. E além: há ex-alunos da instituição em todos os estados do Brasil e até no exterior. Notícias destes nossos representantes chegam até nós a todo instante.

Não foi um caminho fácil. É bom lembrar que aqueles pioneiros partiram do zero, de uma folha de papel em branco. Criaram uma entidade pioneira no ensino superior em uma região sem tradição nesta área, contra o pessimismo de muitos e duríssimas realidades. Eles não tiveram descanso. Nosso passado mostra que a despeito de muitas crises e dificuldades, a instituição progrediu ao longo deste período de tempo porque tivemos gestores que colocaram esforço e dedicação à causa da FEMM e do UNIFEMM.

Há 10 anos, por exemplo, vivíamos um momento delicado na história da instituição, mas como sempre, conseguimos estabelecer um plano de recuperação bem-sucedido. Abrimos novas frentes de educação, com as engenharias, aproximando-nos das necessidades econômicas de uma cidade que se industrializava com grande velocidade. Contratamos professores e outros profissionais de grande qualidade, e com eles criamos uma gestão compartilhada e objetiva, visando a qualidade. Realizamos expressivos convênios e parceiras da mais alta referência com empresas e entidades locais e regionais, ampliando a relevância da entidade junto à comunidade.

Nesse processo, conseguimos uma das mais espetaculares vitórias de nossa história: o credenciamento como Centro Universitário, o que deu origem ao UNIFEMM, sigla que hoje representa uma referência em ensino superior em todo o Estado de Minas Gerais. O que muito nos honra: afinal, em um país com tantas falhas no setor educacional temos aqui, em casa, um exemplo de esforço de qualidade, dedicado à transformação de pessoas por meio do conhecimento.

Mas os desafios continuam – e estamos atentos a eles. Se ao longo das primeiras décadas de sua história a FEMM deteve a exclusividade do ensino superior em toda a região do Alto Rio das Velhas, o UNIFEMM hoje atua em um mercado bastante competitivo. Se éramos uma “ilha” no passado, hoje sabemos que a concorrência aumentou. E isso é salutar porque nos obriga a manter e ampliar nossos níveis de qualidade e continuar, sempre, olhando para frente.

Continuamos fortes, combinando excelência com inovação. Somente nos últimos anos lançamos novos cursos de Arquitetura e Engenharia Química, para ficarmos em apenas dois exemplos bastante significativos. Continuamos com excelentes avaliações do MEC. E criamos, em 2014, nosso Mestrado em Biotecnologia e Gestão de Inovação, que abre uma nova e importante linha de desenvolvimento da ação educacional da entidade. E em 2015 nasceu nossa nova área de ensino de pós-graduação, o Unifemm Business School, com ensino focado nos desafios do mercado.

Não podemos esquecer a contribuição do Rotary Club de Sete Lagoas. Os 31 idealistas, pioneiros, eram rotarianos. Todos os membros da diretoria executiva são rotarianos e, atualmente, grande parcela do conselho curador é rotariana, que em sua atuação junto à FEMM e ao UNIFEMM, mantém vivos os valores da liderança, da experiência, da dedicação e da perseverança, e que com eles nos ajudam na busca de soluções sustentáveis para problemas e questões da comunidade. E qualquer que seja nossa decisão, visamos sempre a proposição de mudanças benéficas e duradouras.

Em nível pessoal, minha ligação com essa entidade é muito grande. Minhas três filhas estudaram aqui. E além da honrosa e produtiva convivência diária com colegas de trabalho e da causa em nosso maravilhoso campus, percebo nos encontros de trabalho e contatos sociais o respeito de todos os meus interlocutores diante da reputação da instituição construída ao longo desse meio século de existência.

E se há uma lição a aprender com essa experiência é a de que devemos continuar olhando para frente. Precisamos nos reinventar a cada ano, a cada semestre, na busca de soluções sustentáveis, construindo projetos inovadores e parcerias relevantes, objetivando nos mantermos como uma instituição modelo no ensino superior, para ficarmos menos vulneráveis às flutuações econômicas e políticas do Brasil. Já enfrentamos e vencemos corajosamente inúmeros momentos difíceis nesses últimos 50 anos. A FEMM continuou sempre crescendo. Nossa missão é manter essa tradição, essa história. Temos força e competência para isso. Nenhuma instituição chega aos 50 anos por acaso.

Por: Adélio Araújo de Faria

Texto extraído da Revista em Comemoração aos 50 Anos da FEMM "Preparados para o Futuro". Edição 2016

Clique aqui e confira a versão online da revista.

Confira outras Notícias

A+
A
A-
PD
AC